Aproveite a casca neste bolo de banana

Não, você não leu errado. A casca de banana que normalmente é descartada pode ser reaproveitada em receitas. Ela por si é rica em fibra e luteína, antioxidante que protege os olhos contra a exposição ultravioleta e combate a catarata. Também é possível encontrar boas doses de ômega- 6, potássio, cálcio e magnésio.

Mas, será que isso é seguro? De acordo com Violeta Stoltenborg, responsável pela Comunicação do Sítio A Boa Terra, as cascas, os talos e as sementes concentram grandes quantidades de vitaminas, minerais, fibras e nutrientes essenciais para manter a saúde em dia, principalmente, se elas forem provenientes de uma agricultura orgânica que não utiliza adubos químicos, fertilizantes ou agrotóxicos.

Importante lembrar que o consumo de cascas e talos requer uma higienização caprichada, ainda mais no momento em que a saúde está em pauta. Dito isso, vamos ao passo a passo. Confira.

Ingredientes:

  • 3 ou 4 bananas;
  • 1 xícara de óleo ou óleo de coco;
  • 3 ovos;
  • 1 xícara de açúcar mascavo ou demerara;
  • 1 xícara de farinha de trigo integral;
  • 1 xícara de aveia em flocos finos;
  • 2 colheres de chá de canela em pó;
  • 1 colher de sopa de fermento.

Preparo:

Bater no liquidificador as cascas de banana com o óleo, até ficar uma massa homogênea. Em seguida, acrescente os ovos e bata novamente. Inclua o açúcar e quando esses ingredientes estiverem bem batidos despeje tudo em uma vasilha.

Na vasilha misture a farinha integral com a aveia aos poucos e vá mexendo. Acrescente a canela em pó, misture e, então, coloque as bananas em rodelas misturadas na massa para dar um sabor a mais. Por último, coloque o fermento.

Disponha a massa em uma forma redonda e deixe assar em forno médio. A receita é ótima para acompanhar com chá fresquinho.

Sobre A Boa Terra:

O Sítio A Boa Terra é um dos pioneiros na agricultura orgânica no Brasil e na entrega de cestas orgânicas na porta de casa. Em 1981 os fundadores Joop e Tini seguiram o sonho de uma sociedade mais justa e uma agricultura também mais justa, mais em equilíbrio com a natureza, com o homem que produz e que se alimenta da terra. Tudo isso em uma época que a grande maioria das pessoas não sabia, nem nunca tinha ouvido falar o que era um alimento orgânico. Atualmente, centenas de famílias são atendidas por semana na grande São Paulo, Ribeirão Preto e algumas cidades mais próximas ao Sítio.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.