Bem Brasil cuida da saúde mental de colaboradores durante quarentena

Bem Brasil intensifica cuidado com a saúde mental dos colaboradores

A pandemia do novo Coronavírus provoca um momento de incertezas e inseguranças em todo o mundo. Nesse cenário difícil, uma das grandes preocupações das empresas, além das medidas contra a propagação da doença, é garantir o bem-estar e a saúde mental dos colaboradores, tanto daqueles que seguem na produção, quanto dos que estão trabalhando no sistema de home office. Na Bem Brasil, líder em vendas de batatas pré-fritas congeladas no país, os cuidados com os profissionais foram intensificados, para que todos possam passar por essa fase da melhor maneira possível e ainda preparados para as mudanças do pós-crise.

A supervisora de Recursos Humanos, Franciele Reis, explica que a companhia tem um programa específico para a qualidade de vida dos empregados, sustentado por três pilares: saúde física, saúde emocional e saúde financeira. Devido a este período de pandemia, existe uma atenção especial agora em torno do lado emocional. “Os líderes e a equipe de RH estão tendo conversas diretas com os colaboradores sobre o atual momento, uma escuta mais próxima para entender a situação de cada um, a fim de acolher e indicar o apoio psicológico necessário. Ainda são passadas orientações técnicas para a segurança no dia a dia e para o planejamento do home office”, destaca.

Outro ponto importante é a realização de ações motivacionais, como o reconhecimento ao empenho de todos e por continuarem comprometidos com o negócio. “A saúde mental de nossos colaboradores sempre foi prioridade na Bem Brasil. Além dos programas, temos um canal aberto no RH e um canal sigiloso, conduzido por empresa terceira, o PAE (Programa de Apoio ao Empregado), para que tenham acesso a profissionais especializados, qualificados, de forma ética e sem quaisquer custos”, completa Franciele. Ela reforça que os colaboradores possuem livre acesso ao RH/DP para esclarecimento de todas as dúvidas e dificuldades.

As indústrias de alimentos são consideradas serviços essenciais para a população, por isso continuam com suas operações, garantindo o abastecimento de supermercados e outros pontos de venda. Desta forma, a Bem Brasil também intensificou as medidas de proteção em suas duas unidades, nos municípios de Araxá e Perdizes, ambos no Triângulo Mineiro. A empresa tem, atualmente, cerca de 80 pessoas trabalhando em home office, e os colaboradores que se enquadram em grupo de risco para a Covid-19 estão afastados das atividades.

Já internamente nas fábricas, os processos são bastante automatizados, o que, por si só, reduz o total de trabalhadores envolvidos, minimizando contatos físicos. Para ampliar a segurança, foi criado, logo no início da chegada da doença ao Brasil, um comitê responsável por discutir e orientar as principais ações da companhia, realizar campanhas de conscientização contra o vírus e distribuir kits de higienização. Ainda houve a diminuição do número de pessoas dentro dos restaurantes da empresa, além de espaçamento entre elas na hora das refeições, e cuidados especiais no transporte de pessoal, entre outra iniciativas.

Sobre a Bem Brasil

Fabricante 100% brasileira de batata pré-frita congelada e flocos desidratados de batata, a Bem Brasil foi fundada em dezembro de 2006, em Araxá, no Triângulo Mineiro. Pioneira na atividade, conta, atualmente, com duas unidades fabris na região: a de Araxá e a outra no município de Perdizes, inaugurada em 2017. Juntas, geram mais de 600 empregos diretos e de 2 mil indiretos. A companhia é líder em vendas de batatas pré-fritas congeladas no país, produzindo, por ano, mais de 250 mil toneladas de produtos. Além disso, seu mix contempla mais de 20 itens voltados para food service e varejo nacional.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.