Associação alerta risco com aumento dos preços de laticínios

Se durante o inicio da pandemia, estabelecimentos com operação de delivery estruturada apresentou aumento de até 30% no número de pedidos, segundo pesquisa realizada pela Associação Pizzaria Unidas do Brasil e divulgada em julho, com a reabertura gradual, o empresário do foodservice enfrenta agora novos desafios, como a queda nas vendas por delivery e também a ausência de clientes em salão, sobretudo, no período noturno.

Além de salões vazios e redução no delivery, o pesadelo atual de donos de restaurantes está sendo o aumento exponencial em insumos, com itens que vão desde o arroz, até embutidos como calabresa, derivados do leite e soja.

Contexto do cenário – São multifatores que compõem a atual batalha. É possível elencar como primeiro fator a alta do dólar, que fez com que o mercado se torne muito mais propenso à exportação. Entretanto, essa manobra também começou a apresentar sinais de desequilíbrio para o mercado nacional, elevando preços e até mesmo ocasionando na falta de matérias primas. Em adicional, naturalmente o período do ano representa um entressafra, significando queda na produção.

“ Hoje o preço da mussarela, por exemplo, um dos principais insumos para pizzarias está com aumento de preço entre 90% e 100%. Embutidos como a calabresa está com aumento de 50% no preço”, aponta Gustavo Cardamoni. Segundo o empresário e presidente da APUBRA, além do aumento de preços, a preocupação se concentra pela ausência de perspectiva de normalização e a saída para estabelecimentos é o repasse, através do aumento do preço em cardápio.

“Infelizmente, apesar de toda a situação de pandemia, onde sabemos que o aumento não é bem visto, não existe alternativa e muito provavelmente outros aumentos virão, pois sem a perspectiva de normalização de insumos, já prevemos que além dos reajustes feitos nos últimos dias e com constante oscilação de preços, pode chegar ao ponto de reajustes acontecerem com frequência”. Cardamoni também pontua que o empresário do ramo alimentício já absorveu tudo que podia de margem.

Crise em embalagens – Além dos insumos alimentícios, o aumento do dólar agravou também a indústria de embalagens, pois toda matéria prima está indexada à moeda. “Atuando no cenário e em constante contato, já há indícios de possibilidade esgotamento de embalagens para último trimestre de 2020 e começo do próximo ano. Por isso, estamos aconselhando empresários a criar um estoque deste produto, pensando principalmente em suas vendas destes períodos.” finaliza Cardamoni.

Sobre a Associação Pizzarias Unidas do Brasil

A Associação Pizzarias Unidas do Brasil surgiu em 2003, com o objetivo de fomentar o setor de pizzarias. Hoje, a APUBRA é reconhecida por ser a única associação especializada no setor e que tem como diferencial, acompanhar o dia a dia das pizzarias. Além de oferecer cursos em diversos segmentos para o setor, a Pizzarias Unidas possui parceria com diversos fornecedores, que permite melhores negociações em compra de insumos para os associados.

Seguindo com o objetivo de fomentar o setor, a APUBRA mantém um grupo com empresários associados de todo o país, que permite a troca de experiência. Os atuais fornecedores e parceiros da APUBRA são BRF Sadia, Rede, Scala, Catupiry, Forte Alimentos, Embalagens Santa Inês, Qualifiquefoods,Advocacia Carvalho Monteiro, Tours, Evencard, Pizza Manager, Jjac, Origen, Wabiz, Tecnopizza, Fornoflex, Conta Fácil, App CCM e Eclética.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.