Quinta do Crasto é a 8ª melhor vinícola do mundo

Pelo segundo ano consecutivo, a Quinta do Crasto está na lista do “TOP 50 World’s Best Vineyards”, uma seleção dos melhores destinos vínicos do mundo. A histórica propriedade do Douro ocupa o 8º lugar do ranking, a melhor classificação portuguesa.

A premiação, criada pelo grupo londrino William Reed, lista as 50 principais vinícolas de enoturismo de 18 países, com base na experiência de cerca de 500 entusiastas do vinho, sommeliers e correspondentes de viagens de luxo.

Nos critérios de avaliação estão: a arquitetura, as adegas, a paisagem, a variedade da oferta disponível, a gastronomia, o serviço, as boas práticas ambientais e, claro, a qualidade dos vinhos. No caso da Quinta do Crasto, os elogios foram unânimes à riqueza do patrimônio histórico e cultural da propriedade, vinhas e adegas, à excelência da gastronomia local e à “piscina infinita”, assinada pelo arquiteto Souto Moura.

O enoturismo do Crasto reabriu no início de junho, seguindo todas as indicações da Direção Geral da Saúde e do selo “Clean & Safe” do Turismo de Portugal. Os passeios a pé pelas vinhas e adegas, as provas de vinhos e as refeições no terraço com vista para o rio Douro são alguns programas de turismo da vinícola. No Brasil, os vinhos e azeites da Quinta do Crasto são importados pela Qualimpor.

Para mais informações, acesse o site da marca.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.