SP recebe a ANUFOOD 2020 – feira exclusiva do setor de alimentos e bebidas

SP recebe a ANUFOOD 2020 - feira exclusiva do setor de alimentos e bebidas

Nos últimos anos a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária trouxe uma série de mudanças para os modelos e processos regulatórios a serem adotados em todos os setores da indústria de alimentos. A afirmação foi feita pela diretora do órgão regulador, Alessandra Bastos, durante o quarto painel do Congresso ANUFOOD, que acontece durante a segunda edição da ANUFOOD Brazil — Feira Internacional Exclusiva para Alimentos e Bebidas que vai até até hoje, quarta-feira (11), no São Paulo Expo.

Alessandra afirmou que, apesar das atualizações realizadas, a instituição tem empenhado esforços para compreender como o mundo está regulando alimentos e bebidas e continua buscando novas formas de garantir sua segurança, eficácia e qualidade. “Buscamos uma convergência internacional na área da regulação sanitária, respeitando as particularidades de cada país, com todas as suas características políticas, econômicas, sociais, culturais e geográficas. Sem essa convergência, a segurança alimentar em todo o mundo fica comprometida”, declarou.

Segundo Alessandra, o foco atual da agência é a avaliação de eficácia e segurança, agenda regulatória e comunicação com atores internos e externos. “Meu desejo é que nos sentássemos em uma mesa redonda, sem lados, para discutirmos o que de fato é importante para o setor. Mas, de qualquer forma, agradeço às contribuições que vocês fizeram para avançarmos na agenda regulatória”, afirmou.

A Anvisa é, ainda de acordo com a diretora, reconhecida nacionalmente e internacionalmente como referência em regulação no trato da vigilância sanitária.

ConPizza oferece oficinas para pizzarias e pizzaiolos durante ANUFOOD 2020

A programação do Espaço ConPizza levou à ANUFOOD Brazil 2020 uma programação intensa de qualificação para os profissionais das pizzarias. Entre os temas do segundo dia de feira estiveram apresentações como “Pinsa Romana – pão, pizza ou os dois?”, “Pré-fermentos e reflexos de cada um na massa”, “Regionalidade dos sabores brasileiros nas pizzas”, entre outros. Todas as apresentações são aulas práticas sobre a fabricação das pizzas, com direito a degustação.

Carlos Zopetti, diretor do Instituto ConPizza conta que sempre foi aficionado por informações. “Uma feira precisa ter como produto principal o conteúdo. A ANUFOOD também entendeu isso, e desde o começo temos oferecido muito conteúdo, que repercute o ano inteiro. A satisfação das pessoas que aprendem me deixa muito satisfeito. O espaço está sempre cheio desde o ano passado, e a proposta tem dado certo”.

Na plateia, o italiano Antonio Oteri, que é proprietário de pizzaria em São José dos Campos, explica que a pinsa romana é mais crocante e mais saudável. “Tradicionalmente, a pizza no Brasil é feita para encher a barriga. Essa é mais saudável, para saborear. Isso é parte de uma transformação cultural, da mesma forma que aconteceu com o azeite extravirgem, e o gelato italiano. A pinsa não é aquele produto que não deixa dormir. Tem que ver se “pega”, é um produto que não permite massificação. Mas com certeza é positiva essa iniciativa de difundir a cultura da pizza, um produto mais sofisticado e saudável. Essa mudança no estilo de alimentação tem efeito na saúde”.

Abner Zolini, proprietário de pizzaria em Timóteo (MG) quer levar inovações ao seu negócio. “Estou achando bem interessante as propostas das aulas, são inovações para o mercado. Uma das propostas é trabalhar com fermento natural, que é uma coisa que estou conhecendo agora, porque a maioria dos lugares usa fermento biológico pronto. A fermentação biológica natural contribui muito mais no sabor da pizza e na qualidade do produto”.

A programação, dentro do Arena Gourmet, vai até o dia 11 de março.

SENAI apresenta seus cursos de Panificação e Confeitaria na ANUFOOD

Conhecido principalmente por seus cursos de mecânica e elétrica, o SENAI está na ANUFOOD Brazil com o Confeitaria e Panificação Show com a intenção de mostrar sua atuação na área de alimentação. “É uma das formas que encontramos para que as pessoas conheçam um pedacinho dos nossos cursos”, disse Jessica Meneguelli, coordenadora de cursos FIC — Formação Inicial e Continuada.

No SENAI, os cursos Confeitaria e Panificação têm duração de 160 horas/aula e fornecem certificado. “Já na ANUFOOD escolhemos apresentar algumas receitas rápidas que aqui podem ser feitas quase até a sua finalização e que as pessoas consigam reproduzir em casa”, explicou Jessica. “E a vantagem é que grande parte do público acaba fazendo a matrícula. Muitas vezes para cursos mais rápidos como de pizzaiolo, confecção de pães rústicos que usam fermentação natural, entre outros”.

O sucesso do evento é tanto que, segundo Jessica, as 39 cadeiras são ocupadas todo tempo. “E ainda tem muita gente que acompanha de pé”, garante.

Yva é a atração da Embrapa

O Yva (fruta em Tupi Guarani) é a atração da Embrapa — Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – na ANUFOOD Brazil, que termina nesta quarta-feira(11) em São Paulo. Trata-se de sensor que avalia o grau de maturação de frutas, garantindo a qualidade e reduzindo o desperdício.

Mas não foi apenas o sensor que ganhou a atenção dos visitantes da feira. Estão em exposição diversas tecnologias desenvolvidas com o uso de nanotecnologia, ressonância magnética e Plant Based como gergelin, cupuaçu, entre outros. Segundo Fernando Cammy, chefe de transferência de Tecnologia da Embrapa, uma das funções da empresa é trabalhar com a cadeia produtiva. “Estamos apresentando o trabalho que fazemos com as diferentes demandas da indústria. E a feira é importante para mostrarmos parte de nosso trabalho para que as empresas possam adotar,” explicou.

Caravanas dão oportunidade para empresário do interior

Empresários do setor de food service estão visitando a ANUFOOD Brazil em caravanas formadas pela Abrasel– Associação Brasileira de Bares e Restaurantes — em parceria com o Sebrae. Nos três dias de feira, serão mais de mil profissionais de 40 cidades do interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. O objetivo é agregar à indústria novas soluções e informações de consumo. As caravanas são oferecidas a donos de bares e restaurantes, consultores astronômicos, chefs de cozinha, bartenders, proprietários de hotéis e pousadas.

Para Ivonete Stabile, proprietária de uma pastelaria e hamburgueria na cidade de Salto de Pirapora, no interior paulista, a iniciativa é um facilitador para os empresários. “Além de não ter custo, reúne diversos profissionais, o que facilita a troca de informações e experiência”. Depois de visitar os estandes, ela garantiu que levou novas ideias para o seu negócio. “Pretendo incrementar o setor vegano da hamburgueria com algumas novidades que vi no espaço dedicado a esse público”.

Já Eduardo Graziano, que tem um Restaurante e Pizzaria em Tatuí, também no interior de São Paulo, saiu da feira com um contrato de parceria. “Nós temos dificuldades de acesso às novidades. E as caravanas possibilitam aumentar nossa rede de contatos, o que permitiu, inclusive, que eu fechasse uma parceria”.

Saudabilidade é um dos destaques das Rodadas de Negócios da ANUFOOD 2020

As Rodadas de Negócios dessa edição da ANUFOOD têm na agenda cerca de 1.200 encontros. Entre os expositores da feira, 96 companhias devem se reunir com compradores em potencial, vindos do Brasil e do exterior. Até o segundo dia do evento, já tinham sido realizadas 700 reuniões e a expecativa é que esse número aumente hoje.

Entre os participantes internacionais está o chileno Aldo Fabbri, diretor da AFL Comercial. Ele acredita que o Brasil, como um dos principais mercados da América do Sul, precisa de uma feira de nível mundial como ANUFOOD, que é a versão brasileira da alemã ANUGA, também organizada pela Koelnmesse. “A organização é muito boa e a rodada está funcionando bem. Analisamos propostas para depois fechar negócios concretos. Buscamos produtos naturais, pois vendemos muitas frutas desidratadas e produtos veganos com apelo saudável. Atualmente importamos amendoim de São Paulo, e procuramos parceiros comerciais, já que a produção do Brasil é tão grande. Estamos vendo preços, coletando informações”.

Rogério Andrade, gerente comercial do grupo Super Nosso procura diferenciais em produtos, novos parceiros e fornecedores para atender o mercado de Belo Horizonte. “Temos uma agenda pré-definida e estamos procurando oportunidades também nos estandes. Acredito que a feira poderia ser até maior, considerando o que movimenta essa indústria. Buscamos importados ligados à inovação e itens voltados para saudabilidade. Veganos, orgânicos, por exemplo, são tendências claras de mercado”.

A oferta de camarão direto do Rio Grande do Norte surpreendeu os compradores das Rodadas de Negócios, de acordo com a diretora operacional da Camanor, Marisa Sonehara. “Temos produção própria. Ou seja, além da criação e engorda, beneficiamos nosso produto. Não trabalhamos com terceiros. O camarão é produzido no Rio Grande do Norte, atendendo tanto mercado interno quanto externo. Preparamos o produto inteiro ou eviscerado como filé, sempre congelado. É o primeiro ano que estamos na ANUFOOD, mas já ouvimos muito sobre a ANUGA na Alemanha. No primeiro dia das rodadas, recebemos propostas e pedidos de segmentos com os quais ainda não trabalhamos, como resorts e linhas de franquias, então foi positivo. Hoje, segundo dia de evento, temos agenda o dia todo. Outra vantagem é o contato facilitado com clientes de todo Brasil. Chefs de cozinha uruguaios gostaram do produto. É um começo e estamos otimistas. Acredito que seja interessante retornar no ano que vem”.

Lucas Pelisoli, da expositora Troppo Artesanal, considera que a feira está sendo muito boa para ter contato direto com compradores e representantes de grandes redes. “As rodadas são fundamentais para termos esse tête-à-tête, pois somos uma empresa pequena e esse feedback é de suma importância. Tivemos nove matchs até agora e todos muito bem-sucedidos, com compradores do Brasil e de fora, como Portugal. Estamos trabalhando para continuar cadastrando os produtos nas lojas e divulgá-los. Com alguns compradores de empórios e outras lojas já conseguimos pedidos diretos”. A empresa produz conservas como relishes, molhos, picles e geleias com baixo teor de açúcar.

A ANUFOOD Brazil tem patrocínio do Makro Food Service, da BRF e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Sobre a ANUFOOD Brazil

A ANUFOOD Brazil está sendo organizada pela Koelnmesse do Brasil em parceria com a FGV Projetos, unidade de assessoria técnica da Fundação Getúlio Vargas, dedicando o devido espaço a toda diversidade das atividades relacionadas ao agronegócio e à indústria alimentícia e de bebidas. Dessa forma, compradores nacionais e internacionais terão a oportunidade de se encontrar em um mesmo local para realizar negócios, além de ter contato com as inovações da indústria. O evento acontece de 9 a 11 de março de 2020, no São Paulo Expo, em São Paulo.
Mais informações: anufoodbrazil.com.br

Sobre a Koelnmesse

A Global Competence in Food and FoodTec: A Koelnmesse é líder internacional na implementação de feiras de alimentos e serviços e produtos relacionados a processamento de alimentos e bebidas. Feiras como a Anuga, a ISM – Feira Internacional de Doces e Biscoitos e a Anuga FoodTec são reconhecidas em todo mundo como líderes absolutas em seus setores. A Koelnmesse também organiza feiras líderes no setor de alimentos e bebidas em outros mercados emergentes no mundo todo, tais como: Brasil, China, Índia, Itália, Japão, Tailândia, Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos. Com estas atividades globais, a Koelnmesse oferece aos seus clientes um completo portfólio de eventos qualificados, em diferentes mercados, que garantem uma rede de negócios sustentável e internacional.

ANUFOOD Brazil
Data: 9 a 11 de março de 2020
Feira: 10h às 19h | Congresso: dia 9, das 11h às 17h30
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes Km 1,5 - Vila Água Funda, São Paulo -- SP
Parceiros estratégicos -- ABIA, ABIR e ITAL
Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.